NASSAU'S OPTICS ON TOPICS


TÓPICOS

Cânone musical

Em setembro de 1994, o ensaísta norte-americano Harold Bloom lançou seu livro "The Western Canon" (O Cânone Ocidental), fazendo uma lista dos 850 escritores que produziram os livros mais significativos da história da cultura do Ocidente.

Em nossa coluna de crítica musical em "O JORNAL BATISTA" publicamos, em três partes, nas edições de 12 e 26 de março, e de 09 de abril de 1995, nossa lista das obras mais importantes da música religiosa cristã; essa lista foi reproduzida nas 12 primeiras edições desta página eletrônica.

Uma lista das 50 obras que nos últimos 500 anos revolucionaram a música erudita ocidental começou a ser publicada, na edição de março de 1998, pela revista inglesa "Classic CD". Para tanto, ela convidou 10 de seus críticos para indicarem as obras de sua predileção. Na primeira parte da lista, no gênero religioso, apenas uma obra foi indicada: "Véperas" (1610), de Claudio Monteverdi.

É fácil verificar que antecipamos, em três anos, a idéia de publicar um cânone musical, e de incluir as "Véperas" de Monteverdi entre as obras "revolucionárias".

Cânone é o padrão usado por nós para aferir o valor artístico de 24 obras musicais, desde a Idade Média até os nossos dias. Faremos aqui uma lista das 24 obras mais importantes da música religiosa cristã, tenham ou não destinação litúrgica.

 

Índice Remissivo

Clique no assunto de sua preferência:

Antema "My heart is inditing" (Z-30, l685), de Henry Purcell (l659-l695)

Cantata "Alles, was ihr tut mit Worten oder mit Werken" (BuxWV-4), de Dietrich Buxtehude (l637-l707)

"Gloria" (RV-589, 1713), de Antonio Vivaldi (1678-1741)

Gradual "Locus iste" (1869), de Anton Bruckner (1824-1896)

Missa "Papae Marcelli" (l565), de Giovanni-Pierluigi da Palestrina (l525-l594)

Moteto "Planxit autem David" (1504), de Josquin des Prés (l440-1521)

Motetos "Prophetiae Sibyllarum" (l599), de Roland de Lassus (l532-l594)

Moteto "Veni, Sancte Spiritus" (1431), de John Dunstable (l380-l453)

Oratório "A Criação" ("The Creation" - "Die Schoepfung", 1798), de Joseph Haydn (1732-1809).

Oratório "As Bem-Aventuranças" (l879), de César Franck (l822-1890)

Oratório "Cristo" (l873), de Franz Liszt (l8ll-l886)

Oratório "Der Tag des Gerichts" (TVWV-6, 1762), de Georg-Philipp Telemann (1681-1767)

"Elias" (Opus 70, 1846), de Felix-Mendelssohn Bartholdy (1809-1847)

Oratório "Gólgota" (1948), de Frank Martin (1890-1974)

Oratório "História da Natividade" (SWV-435,1664), de Heinrich Schuetz (l585-1672)

Oratório "Messias" (HWV-56, 1742), de Georg-Friedrich Haendel (1685-1759)

"O Rei Daví" (1921), de Arthur Honegger (1892-1955)

"Paixão segundo São Lucas" (1965), de Krzysztof Penderecki (1933- )

"Paixão de Cristo, de acordo com São Mateus" (BWV-244, 1727, 1729 e 1736), de Johann Sebastian Bach (1685-1750)

"Requiem" (Opus 89, 1891), de Antonin Dvorak (1841-1904)

"Requiem" (KV-626, 1791), de Wolfgang-Amadeus Mozart (1756-1791)

"Um Requiem Alemão" (Opus 45, 1869), de Johannes Brahms (1833-1897)

"Te Deum" (H-4l6, 1691), de Marc-Antoine Charpentier (1644-1704)

Vésperas "Vespro della Beata Vergine" (1610), de Caludio Monteverdi (1567-1643)


[ TÓPICOS | TOPICS IN ENGLISH | ESPAÇO ABERTO | GALERIA | AGENDA | HOME ]


ROLANDO DE NASSÁU NA INTERNET
Fone: (061) 344-3981 - Brasília, DF - Brasil

E-Mail:nassau@abordo.com.br